Esperando meu AP

Posts Tagged ‘interveniente quitante

Olá!!! Passou Natal, e eu nem passei aqui para falar que ano que vem, se Deus quiser, meu apartamento estará todo enfeitado com luzinhas e papais noeis para todos os lados… Mas, nunca é tarde para aproveitar a ocasião e fazer meus votos de muita paz, muito amor, e muitas coisas boas para todo mundo… E além disso tudo, muita paciência para meus futuros vizinhos, para nossa futura convivência em condomínio… rs… Isso vai ser muito importante!!!

Bom, mas o assunto do post de hoje, como já antecipei na minha última aparição por aqui, é a matrícula individualizada das unidades e a não realização do financiamento sem ela.

Quando eu fiquei sabendo que o Habite-se tinha saído, eu achei que estava tudo resolvido, que era só fazer o financiamento. Mas não, como já expliquei aqui, para poder financiar o saldo devedor, era necessário ainda mais dois documentos referentes à obra: a certidão negativa de débitos (CND) e a matrícula individualizada dos imóveis. Para sair a matrícula, é necessária a CND.

Pois bem. Quando a gente liga na Plano e Plano, cada pessoa que atende passa uma informação diferente, e ninguém sabe explicar nada. Uma vez eu liguei, antes da assembléia de condomínio, e a atendente me garantiu que a CND já havia saído, e que agora estavam esperando apenas as matrículas, e que o processo para expedição delas dependia exclusivamente do cartório. Outro dia, outra atendente disse que, muito provavelmente, na assembléia de condomínio seriam entregues todos os documentos para que pudéssemos fazer o financiamento (mas, claro, isso não aconteceu). A informação mais recente que eu tenho, no entanto, é que não há previsão para sair nem um documento, nem outro! Ou seja, que não há qualquer previsão também para que eu possa fazer o financiamento.

O processo de individualização das matrículas está (ou estava) no 2º Cartório de Registro de Imóveis de Guarulhos (clique aqui). Consultando esse processo (número 323293), vi que ele foi cancelado no dia 11 de dezembro por decurso de prazo. Não sei ao certo o que aconteceu, mas ao que parece, para que as matrículas pudessem ser individualizadas, a Plano e Plano deveria ter feito alguma coisa dentro de um prazo e não fez. É por isso que não há qualquer previsão de sair qualquer documento.

Eu não consigo ver outra explicação a não ser falta de organização. As chaves eram para ter sido entregues em agosto/setembro e até agora, nada. No entanto, o saldo devedor continua sendo reajustado, por culpa exclusiva da construtora, que não me fornece a documentação necessária para fazer o financiamento.

Ao que parece (amigos do facebook informam), a Plano e Plano celebrou um acordo com o Santander, que é o banco financiador da obra, para que ele realize os financiamentos mesmo sem as matrículas individualizadas dos apartamentos. Dessa forma, quem opta por financiar com eles, já está realizando os contratos, e, assim, logo terá as chaves do apê em mãos.

Mas não é o meu caso, pelo menos por enquanto. O Santander oferece uma taxa de 8,8% ao ano, mas a Caixa tem uma taxa de 7,8% e o Banco do Brasil, 7,9% ao ano. Parece que é pouco, mas no valor total do financiamento, dá uma diferença razoável.

O problema disso tudo é que o contrato de compra e venda prevê a quitação do apartamento (ou seja, que eu faça o financiamento) até janeiro de 2013. Mas, do meu ponto de vista, parece muito injusta essa exigência, uma vez que eu só não consigo fazer o financiamento no banco da minha preferência, repito, por culpa exclusiva da construtora, que não me apresenta os documentos necessários para essa finalidade.

Do jeito que está sendo, parece que há uma “forçada de barra” para que eu financie pelo Santander. Até para que a construtora evite o pagamento do chamado “interveniente quitante” ou “cláusula de interveniência”.

Para quem não sabe, esse “interveniente quitante” é um valor que o banco financiador da obra cobra para “transferir a dívida” para que se possa realizar o financiamento em outro banco. Porém, é importante que todos tenham em mente que a dívida do banco é da construtora e não do comprador do imóvel. Por exemplo: eu comprei o apartamento da Plano e Plano, logo, minha dívida é com a Plano e Plano. Se a Plano e Plano pegou financiamento com o Santander, eu, compradora, não tenho nada a ver com isso. Eu preciso pagar a Plano e Plano, e por isso, não importa por qual banco eu vou realizar o financiamento.

Aliás, a exigência do pagamento desse “interveniente quitante” para quem pretende financiar pelo Banco do Brasil, como é o meu caso, é um absurso… Eu lembro que quando eu comprei o apartamento, todos os prospectos e panfletos diziam que o financiamento seria pelo Banco do Brasil. Não sei quais os motivos que os levaram a mudar de banco, mas também não devo me preocupar com isso. Isso não é algo com que eu tenha que me preocupar, de qualquer forma.

Bom, pessoal… É isso. Esse post foi, acima de tudo, um desabafo pela falta de consideração e respeito que a Plano e Plano está tendo com os seus clientes. Mas queria deixar registrado tudo o que está acontecendo, para não passar em branco minha indignação… Porque no final das contas, para não correr risco de pagar multa, já estou até vendo que vou ser obrigada a fazer o financiamento por um banco que não é o de minha preferência…



  • Aline: Olá, tudo bem? Voce pode me passar o contato do engenheiro que fez a sua vistoria? Meu email é alinepereirasp@gmail.com Obrigada. Aline
  • Ana Paula: Olá Tudo Bem? Por gentileza você poderia me passar o contato do engenheiro, minha vistoria esta agendada para inicio de abril/14 e quero entrar em
  • Silvia: Olá Paula! Agradeço a atenção! Eu perguntei dos vidros pq eu vi alguns prédios em que não é permitido colocar vidro pq a varanda não suporta
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: